sábado, 26 de novembro de 2011

pretérito imperfeito


lembro de você
no meu quarto
todos os dias
toda minha
toda nua
teu sorriso
tuas pernas
teus seios
teus lábios
teu umbigo
tão sexy
e tão pura
te colocava na parede
te olhava
te cobria
te venerava
masturbava-nos
e nus novamente
nos imaginava
te gozava
e quando você caía
te recolocava
no alto da minha parede
altar de prazeres
e novamente me deliciava
te tocava
na praia
ou no deserto
do poster da revista
deitado na cama
ou no lago
da inquietude
daquela juventude
onírica e molhada
a vida árida
coração líquido
alma libido
sonhos e desejos
de tardes de infinito

2 comentários:

  1. quem diria que alguém comentaria uma viagem pensada no microonibus lotado p/ SBC kkkk

    ResponderExcluir